Fernanda Vitória lança livro de poesia com memórias da sua terra

Começou a escrever poesia como uma forma de se expressar, mas nunca pensou em lançar um livro de poesia.

Foi com o incentivo de uma amiga que decidiu apresentar ao mundo alguns dos poemas que escreveu nos últimos anos. “Poesia Entre Pedras” é o título da obra de Fernanda Vitória  recém-editada pela Poesia Fã Clube e que reúne 50 poemas que abordam memórias da uma “infância feliz” e outros acontecimentos que a autora vivenciou e que a marcaram ao longo da sua vida. 

Sendo natural da freguesia de São Bento, no concelho de Porto de Mós, em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, onde predomina a pedra, o título escolhido é uma “homenagem” de Fernanda Vitória à terra onde nasceu e cresceu. “O livro apresenta poemas centrados na minha família, na minha infância e na região onde vivi”, avança a sambentonense.

A obra dá também a conhecer poemas que escreveu para parabenizar a irmã e as amigas e ainda que tem vindo a escrever há cinco anos consecutivos no dia do seu aniversário e que são partilhados na sua página de Facebook. 

Os poemas “O Quintal da Minha Infância” e “O Jardim da Minha Infância” têm um significado especial para a autora, pois revelam as memórias vividas em casa da avó.

Assim como “Quinta da Aldeia”, que fala da casa onde nasceram o pai e os tios, na localidade de Barreira da Junqueira. No poema “Pifareiro”, Fernanda Vitória recorda o cunhado já falecido. 

“Poesia Entre Pedras” tem ainda um poema dedicado a uma equipa de futebol de Telhados Grandes, localidade de onde a autora é natural.

O segundo volume de “Poesia Entre Pedras” ou outro livro de poesia pode vir a ser editado num futuro próximo. Mas  Fernanda Vitória não pretende ficar só pela poesia. “Gosto de escrever um pouco de tudo”, revela a auotra, admitindo a vontade de ver outro livro seu publicado. Por enquanto, “Poesia Entre Pedras” pode ser adquirido na página do Facebook da autora e também no site da editora.