Fundação Maria e Oliveira prepara obra de requalificação de lar

A Fundação Maria e Oliveira vai arrancar, este ano, com uma empreitada de alteração e ampliação do edifício da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), avaliada em 495 mil euros.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da instituição a obra inclui uma remodelação total das duas alas dedicadas àquela resposta social. O projeto inclui ainda a criação de quatro novos quartos e de um elevador de grande capacidade.

“Estamos a falar da concretização de um desejo antigo, pois a Fundação Maria e Oliveira luta desde 2016, data da criação do projeto, para tornar realidade este sonho”, afirma Júlio Moura ao REGIÃO DE CISTER.

O presidente do Conselho de Administração prevê que a empreitada tenha início durante o primeiro semestre deste ano, sublinhando a importância do apoio de várias entidades, entre as quais a Câmara, na concretização da obra. “Quero aproveitar a oportunidade para agradecer aos colaboradores da Fundação que trabalharam afincadamente na elaboração da candidatura e à Câmara de Alcobaça, pela disponibilização dos técnicos do departamento de Obras Municipais”, afirma o presidente do Conselho de Administração da Fundação Maria e Oliveira.

“A empreitada só é possível concretizar porque conseguimos, com muito esforço, fazer aprovar a candidatura a fundos comunitários, que submetemos em abril do ano passado, decorridos 60 dias do mandato”, acrescenta.