GNR identifica descarga suinícola em afluente do rio Baça

O Núcleo de Proteção Ambiental de Caldas da Rainha da GNR, detetou, este domingo, uma descarga ilegal de efluentes pecuários para uma linha de água, afluente do rio Baça.

No âmbito de uma ação de patrulhamento direcionada para a prevenção e deteção de alterações às características dos recursos hídricos, os militares identificaram uma descarga proveniente de uma exploração agropecuária a "escorrer livremente para o solo sem qualquer tipo de mecanismo que assegurasse a sua depuração".

"No seguimento das diligências policiais constatou-se que a descarga posteriormente introduzia-se na linha de água, afluente do rio Baça, através de um tubo de inox", informa a GNR em comunicado. 

A ação policial resultou na elaboração de um auto de contraordenação ambiental por descarga de efluentes pecuários diretamente para o solo e para a linha de água, remetido para a Agência Portuguesa do Ambiente. O crime ambiental é punível com uma coima que pode ascender aos 144 mil euros.