Lê-me n(um) Minuto: um desafio da biblioteca para todos

A Biblioteca Municipal de Alcobaça acredita que um minuto de leitura por dia tem um efeito muito positivo. Foi com o intuito de promover esses benefícios que a instituição criou o projeto “Lê-me n(um) Minuto” e desafiou o autor António Catarino a assumir o papel de parceiro. O objetivo é apresentar o livro como um aliado e uma ferramenta disponível gratuitamente e 50 vídeos depois a iniciativa pode ser descrita com um verdadeiro sucesso.

A iniciativa conta com o autor premiado no âmbito do Books &Movies 2018, no papel de realizador e produtor de todos os vídeos “Lê-me n(um) Minuto”. São vídeos de um minuto, gravados em vários planos e espaços do edifício, divulgados nas redes sociais, nos quais colaboradores e utilizadores da biblioteca leem em voz alta, pequenos excertos dos livros que toda a equipa selecionou. De acordo com o escritor beneditense, “uma biblioteca que mostra a sua casa e a sua equipa a ler, tem maiores probabilidades de cativar leitores, novos e atuais”. “Com o projeto é possível alimentar o gosto pela leitura de quem visualiza os vídeos nas redes sociais da Biblioteca Municipal de Alcobaça e extensivamente nas Redes das Bibliotecas do concelho e da região”, acrescenta António Catarino. 

Em abril começaram a ser publicados regularmente, de forma aleatória, os primeiros 50 vídeos gravados ao longo do mês de março, e que destacam 50 dos milhares de exemplares disponíveis para empréstimo na biblioteca da cidade. “Jerusalém” de Gonçalo M. Tavares, “Em parte incerta”, de Gilian Flynn, “Os monstros também amam” da escritora Clara Sánchez, “Histórias de adormecer para raparigas rebeldes”, de Elena Favilli e Francesca Cavallo, “O velho e o mar”, de Ernest Hemingway e “A rapariga no comboio” foram alguns dos livros apresentados em vídeo. 

“Este é um projeto dinâmico, que mostra o objeto livro como um aliado e uma ferramenta disponível gratuitamente”, sublinha a coordenação da Biblioteca de Alcobaça revelando ainda que estão agendadas para o mês de agosto o início das gravações da segunda série do projeto.

A poucos meses de comemorar o 18.º aniversário, a biblioteca municipal ambiciona cativar mais leitores e demonstrar a importância da leitura e do conhecimento para a sociedade. “A Biblioteca Municipal de Alcobaça comemora em novembro próximo os seus 18 anos, mas promete ser sempre jovem e encontrar novos caminhos para chegar aos atuais e novos leitores, no intuito de aumentar e consolidar os hábitos de leitura da comunidade”, conclui.