Luís Silvério & Filhos investe em tecnologia de ponta em Valado dos Frades

Ainda não arrancou a 100%, mas já está a funcionar a linha de inovação do grupo Luís Silvério & Filhos, que abriu uma nova unidade de produção na Área de Localização Empresarial de Valado dos Frades uma semana antes do confinamento decretado pela Covid-19.

Foi, aliás, a pandemia que atrasou a entrada em funcionamento da linha inovação, que se destaca pela utilização de equipamento com tecnologia de ponta. “Temos uma máquina que permite cortar, a laser, porções de peixe todas com o mesmo peso”, exemplifica o administrador da empresa, Luís Silvério.

Da unidade de Valado dos Frades, o peixe sai fresco, em doses, escalado e já com sal, “pronto para ir para as brasas”, explica o empresário. Destina-se a empresas de revenda, restaurantes e supermercados, o que significa que o consumidor final vai poder experimentar, a breve prazo, o pescado preparado no concelho da Nazaré.

As novas instalações, que criaram 30 postos de trabalho, representam um investimento de 16 milhões de euros (um dos maiores investimentos do Mar2020 a nível nacional) para a empresa que tem mais de 30 anos de presença no mercado. “Queríamos criar muitos mais postos de trabalho, mas com a pandemia tudo é uma incógnita”, admite o gestor, responsável por um total de 84 postos de trabalho entre as unidades da Nazaré, Valado dos Frades, Peniche e Lisboa.

Antes da linha inovação estar totalmente operacional, a unidade de Valado dos Frades está a fazer o trabalho que era desenvolvido na Nazaré, onde agora é efetuado o apoio à lota e as vendas a retalho, esclarece o gestor, que acredita que a nova linha poderá funcionar em pleno até final do ano.

Com uma capacidade de produção de 15 mil toneladas de peixe congelado, 10 mil toneladas de peixe refrigerado e 840 toneladas de peixe salgado ou seco, a nova unidade, de 9.500 metros quadrados, ainda não tem data de inauguração definida. Estava prevista para maio ou abril, com a presença do Presidente da República. Marcelo Recebelo de Sousa informou recentemente Luís Silvério que ainda não será no mês de outubro.