Martinho Caetano eleito na Confederação Musical Portuguesa

O alcobacense Martinho Caetano, em representação da Sociedade Filarmónica Maiorguense, tomou posse este sábado na presidência da Direção da Confederação Musical Portuguesa, sucedendo a José Tristão Nogueira.

António André, também dirigente da Sociedade Filarmónica Maiorguense, integra a Mesa do Conselho Consultivo da Confederação, instituição que reúne mais de 700 bandas filarmónicas, uma centena de fanfarras e 1.200 escolas de música. 

Martinho Caetano apresentou-se a votos sob o lema “Pela valorização e dignificação das bandas filarmónicas, tendo assumido como uma das prioridades do mandato de três anos “divulgar e implementar” o cartão nacional de dirigente e músico amador, além da implantação de uma “sede provisória, “preferencialmente em Lisboa”.