OesteCim envolvida em projeto para sistema de reembolso de garrafas

A Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim), da qual fazem parte os concelhos de Alcobaça e Nazaré, viu aprovado um projeto europeu de cerca de 1 milhão de euros para implementar, em parceria com uma empresa norueguesa, um sistema de reembolso de garrafas de bebidas não reutilizáveis

O projeto “Oeste +Recicla” tem por base a "implementação de um sistema de reembolso de depósito para garrafas de bebidas não reutilizáveis que irá potenciar o aumento da taxa de reciclagem de embalagens de plástico de produtos de consumo”, divulgou a OesteCim, em comunicado.

O projeto, orçamentado em 999.676,46 euros, comparticipados em 90% pelo EEA Grants, foi aprovado no âmbito do Programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono” do EEA Grants, um mecanismo financeiro do espaço económico europeu que estabelece os objetivos comuns para a redução de disparidades sociais e económicas na Europa e para o fortalecimento da cooperação entre países.

“O sistema de incentivo consiste na atribuição de um prémio ao consumidor final pela devolução de embalagens de bebidas em plástico não reutilizáveis, com vista a garantir o seu encaminhamento para reciclagem e a produção de reciclado de elevada qualidade, compatível com os requisitos necessários para a incorporação na produção de novas garrafas de bebidas, promovendo a maximização da circularidade dos materiais recuperados”, lê-se no comunicado da OesteCim.

Como promotora do projeto, a OesteCim terá como parceira a empresa norueguesa Empower, a qual “já realizou limpezas-piloto em 16 países e limpou mais de 70 toneladas de resíduos plásticos”. , Segundo o comunicado, a tecnologia da empresa é utilizada para criar incentivos digitais e esquemas de depósito para novos produtos, garantindo que as embalagens voltam ao produtor e são mantidas “longe da natureza e por um longo período”.

No âmbito do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu (EEE) [em que a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega são parceiros dos Estados-Membros da União Europeia], foi estabelecido um Mecanismo Financeiro plurianual, conhecido como EEA Grants, que tem como objetivo reduzir as disparidades sociais e económicas na Europa e reforçar as relações bilaterais entre estes três países e os países beneficiários.

Para o período 2014-2021, foi acordada uma contribuição total de 2,8 mil milhões de euros para 15 países beneficiários. Portugal beneficiará de uma verba de 102,7 milhões de euros.