Transportes gratuitos para todos os alunos do concelho de Porto de Mós

Todos os alunos, do pré-escolar ao ensino secundário, vão passar a ter transportes gratuitos, desde que frequentem as escolas do concelho de Porto de Mós. O regulamento da gratuitidade dos transportes públicos foi aprovado pelo executivo municipal na última reunião de Câmara.

Também os jovens que não têm a oferta formativa que procuram dentro do concelho, como é o caso do Curso de Artes Visuais, terão os transportes escolares assegurados pela autarquia para estudarem fora. 

“Hoje somos um concelho que tem já mais alunos, num todo, do que alunos do concelho a estudar”, adiantou o presidente da Câmara de Porto de Mós, durante a apresentação dos Programas e Projetos desenvolvidos pelo Município em conjunto com os parceiros, no âmbito da ação social, que decorreu na passada quinta-feira. “Éramos um concelho perdedor, de uma forma significativa de jovens para concelhos limítrofes”, lamentou Jorge Vala. 

Além do reforço da oferta  dos cursos profissionais nas escolas do concelho, que ajudou a captar alunos de fora, o município deixou de subsidiar os transportes dos alunos que iam estudar para os concelhos vizinhos e que tinham a mesma resposta ao nível do ensino dentro do concelho. 

“Entendemos que a comparticipação dos transportes escolares resultava sempre em perda, pois estávamos a pagar parte do passe aos alunos para irem estudar para fora. Deixar de subsidiar resultou positivamente para a fixação de jovens estudantes”, frisou o autarca, avançando que um dos objetivos do município passa por criar políticas “bem evidenciadas” que vão ao encontro deste princípio de fixação da população jovem, de forma a criar oportunidades para que estes jovens, depois de tirarem o curso superior ou profissional, se fixem em Porto de Mós para desenvolver a sua atividade profissional.

Também no âmbito dos apoios para as famílias do concelho, foi aprovada a redução de 2,5% do IRS no próximo ano. 

De forma a divulgar as dez plataformas, os 12 programas e os dez projetos de apoio sociais disponíveis e também a esclarecer sobre o que consistem e a quem se destinam, a Câmara de Porto de Mós realizou uma sessão de apresentação direcionada às Juntas de Freguesia, às corporações de bombeiros, ao movimento associativo, aos grupos socio-caritativos, às conferências de São Vicente de Paulo, à GNR e a outras entidades parceiras ligadas à ação social para fazer chegar toda a informação à população. 

“Percebemos que há uma necessidade de um apoio diferenciado em qualquer idade”, realçou Telma Cruz, vereadora  da Câmara de Porto de Mós. 

As medidas apresentadas durante a sessão fazem parte de uma estratégia de cariz social mais alargada e resultam de um levantamento realizado sobre as necessidades da população e das instituições, que tem como finalidade “combater a desigualdade, garantir o bem-estar e assegurar melhores condições de vida à comunidade”.