Casas do Quico aposta em projeto de turismo criativo na Nazaré

A família Quico, através da empresa Casas do Quico, vai convidar todos “a mergulhar no mar de criatividade da gente da Nazaré” através de um projeto piloto de turismo criativo, que vai arrancar já próximo ano e que se prolongará até 2019.

“O grande objetivo do projeto é proporcionar uma experiência única de imersão na cultura local aos nossos visitantes (e não só), através da participação em oficinas criativas lideradas por fotógrafos, artistas plásticos, artesãos, músicos, escritores e mais gente criativa da Nazaré”, adianta Célia Quico, responsável pela empresa Quico Turismo Lda/Casas do Quico, empresa sediada na vila. 

“Foto-expedição ao Porto da Nazaré”, com o fotógrafo e artista plástico nazareno João Delgado, marcará o arranque da primeira oficina do projeto, marcada para 27 de janeiro, no Porto de Pesca da Nazaré, na Mercedes Benz Surf Lounge, entre as 14:30 e as 17:30 horas. Já a oficina “Confeção de Carapaus de Pano”, que será assegurada pela artesã Fátima Barroso, está marcada para 17 de fevereiro, na antiga Casa da Câmara da Pederneira, entre as 15 e as 18 horas.

A Casas do Quico, empresa cuja atividade principal é a gestão e a exploração de alojamento turístico na Nazaré, já tem também definidas e organizadas outras duas atividades até final de 2018, nomeadamente, exposições de fotografia e colóquios. Para 2019 a intenção é dar continuidade ao projeto, tendo como meta a organização de, pelo menos, duas atividades nesse ano.

O projeto conta ainda com a parceria de instituições locais e empresas, tais como: Museu Joaquim Manso da Nazaré, Mútua dos Pescadores, Casa do Adro na Pederneira, Câmara Municipal da Nazaré, Universidade Sénior da Nazaré, Confraria de Nossa Senhora da Nazaré, Docapesca – Porto da Nazaré e Mercedes- Benz Surfing Lounge.

O projeto “Nazaré Criativa” foi, aliás, um dos 20 selecionados a nível nacional, de um total de 140 propostas, para integrar o primeiro grupo de pilotos deste projeto de investigação. Este foi o único projeto do distrito de Leiria a ser escolhido para a 1.ª fase do Creatour. O projeto é financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, através de fundos nacionais e co-financiado pelo FEDER através do Programa Operacional Competitividade e Inovação COMPETE 2020 e dos Programas Operacionais Regionais de Lisboa e do Algarve.