Epadrc e Cáritas criam biscoito saudável

A Cáritas Paroquial de Alcobaça desafiou o chef Carlos Silva, da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Cister (Epadrc), a confecionar um bolo original, o Biscoito Cáritas, que já pode ser adquirido.

“O objetivo principal era criar um bolo que fosse, ao mesmo tempo, delicioso e uma opção saudável”, explica Carolina Ribeiro, coordenadora do grupo caritativo. Depois de várias tentativas e experiências, o chef chegou à receita final que agradou os presentes na apresentação do biscoito, que decorreu na Granja de Cister.

Na culinária, o segredo está na massa e é mesmo na massa que está, em parte, as características que diferenciam a criação da Cáritas e da Epadrc. “Tem ovos, manteiga e açúcar, mas em menores quantidades e utilizámos farinha de trigo integral para ser mais saudável”, começa por dizer o chef. O facto de ter menos quantidade de açúcar não significa que o bolo seja menos doce. Até porque o “mestre da culinária” utilizou Maçã de Alcobaça, bagas de Goji e um mix de sementes” para tornar o biscoito “saboroso, saudável e crocante”. Tão ao gosto dos apreciadores destes bolos secos.

O projeto envolveu os alunos do curso de técnico de cozinha e pastelaria daquela instituição que puderam seguir de perto o processo de criação de um biscoito saudável em “todas as suas fases”.

O chef Carlos Silva refere que a confeção foi entregue aos “Biscoitos D’Avozinha” e que a venda do bolo tem o objetivo de angariar fundos para a Cáritas Paroquial de Alcobaça.

Entretanto, devido ao sucesso do Bolo Solidário da Cáritas, o chef Carlos Silva revelou que a sua criação pode vir, inclusivamente, a tornar-se no bolo da Cáritas a nível nacional. “Foi um projeto muito interessante que abracei com muito prazer e que pode vir a crescer e ficar uma coisa maior”, conta, orgulhoso, o chef.