Domingo, Novembro 27, 2022
Domingo, Novembro 27, 2022

Associação do Areeiro prepara obras de Centro de Dia e lar

Data:

Partilhar artigo:

Com o projeto na gaveta há cerca de cinco anos, a Associação de Solidariedade Social do Areeiro planeia avançar, brevemente, com a construção de um Centro de Dia e uma Residência para Idosos. 

Com o projeto na gaveta há cerca de cinco anos, a Associação de Solidariedade Social do Areeiro planeia avançar, brevemente, com a construção de um Centro de Dia e uma Residência para Idosos. 

O projeto foi tornado público em 2015, no âmbito das celebrações do 20.º aniversário da instituição, mas, desde então, a ausência de uma resposta sobre o financiamento da obra não possibilitou avanços. “O projeto já está concluído e já temos a luz verde da Segurança Social e da Câmara de Alcobaça. Contudo, ainda não temos financiamento para avançar”, explica Horácio Machado. A instituição apresentou uma candidatura para financiamento no âmbito do programa Portugal 2020 e aguarda uma “resposta positiva”, mas conta já com um plano B. “A associação não tem autonomia financeira para avançar com a empreitada, mas também não queremos adiar por mais tempo este projeto. Deste modo está em análise um empréstimo à banca”, revela o presidente da Direção da associação ao REGIÃO DE CISTER.

Região de Cister - Assine já!

A obra, avaliada em cerca de 350 mil euros, será realizada em duas fases. Apesar de a Associação de Solidariedade Social do Areeiro ter um terreno junto às atuais instalações, não pode ampliar a sua área devido às condições do PDM. Face a este impasse, a Direção decidiu abdicar do pavilhão multiusos para pôr em funcionamento o Centro de Dia e a Residência para Idosos. “Numa primeira fase será alterada a organização do pavilhão para que o espaço fique em condições para receber cerca de 30 idosos no Centro de Dia e as primeiras nove camas serão destinadas à residência de idosos”, nota. Concluída a primeira intervenção, está planeada a colocação de mais oito a dez camas, que vão tornar possível o desejo de acolher cerca de 20 utentes em regime residencial.

O presidente da Direção da associação lembrou que, à semelhança do que acontece pelo País, a população da freguesia de Évora de Alcobaça está envelhecida e a necessidade destas valências é cada vez maior. O dirigente lamenta ainda que a Segurança Social continue a contribuir com “valores que ficam muito aquém das reais necessidades”. Neste momento, a instituição presta Apoio Domiciliário a 36 pessoas e apenas recebe o pagamento da Segurança Social para 20. “É necessária muita ginástica financeira para conseguir chegar ao final do ano”, lamenta Horácio Machado, reconhecendo contudo o apoio das autarquias locais e da comunidade.

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Hélder Roque assume direção clínica das clínicas do Grupo H Saúde

Hélder Roque é o novo diretor clínico da Clínica das Olhalvas- Leiria, da Policlínica Central da Benedita e...

Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou aos palcos três anos depois

Depois de cerca de três anos com a atividade suspensa, a Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou...

Degustação de vinhos e sabores locais apreciada por 1 milhar de pessoas no Vimeiro

A “I Degustação de vinhos e sabores da terra”, evento promovido pelo Círculo de Arte, Cultura e Desporto...

Ana Pagará reconduzida como diretora do Mosteiro de Alcobaça

Ana Pagará foi reconduzida no cargo de diretora do Mosteiro de Alcobaça, para uma comissão de serviço de...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!