Terça-feira, Agosto 16, 2022
Terça-feira, Agosto 16, 2022

Alcobaça Hoje

Data:

Partilhar artigo:

Ao contrário do que a minha querida esposa disse quando me apresentou à vasta multidão que se juntou para ver o regresso dos (Amália) Hoje ao “Rossio”, no dia 28 de Maio, eu não sou um Alcobacense de gema.

Longe de mim, arrogar-me a esse título.

Sou um suburbano de gema, de uma “aldeia” urbana com um passado tenebroso e, talvez, sem futuro.

É isso que me define enquanto pessoa. Não as torres do Mosteiro, o velho cemitério ou uma juventude passada entre a Sunset e o Bar Ben.

Não tenho essa memória, nem efetiva, nem afetiva. Sou alguém que chegou numa altura diferente à “terra da paixão”, e, que, na matemática da vida, fez contas e por aqui se quedou no resultado.

Decerto que não bebo copos com toda a gente, nem danço todas as danças. Verdade que corto o cabelo em Leiria. Confesso que tenho um estúdio ao pé de Lisboa e que me sinto em casa na feia Brandoa.

Mas, aqui constitui família, por aqui se cria o meu filho, aqui me casei, aqui fundei a minha primeira empresa e aqui pago os meus impostos e tributações.

Isso não me qualifica para mais nada do que ver, com um olhar descomprometido, o potencial da cidade, elogiar o que está bem, apontar o que considero passível de melhoras.

É, aliás, essa a única intenção destes textos que entrego de forma gratuita.

Não quero as chaves da cidade, pago pelas minhas bebidas e convido os meus amigos para virem cá partilhar do deslumbramento que Alcobaça pode provocar a uma pessoa que não nasceu cá.

Não sendo um alcobacense de gema, gosto da cidade e agradeço o respeito com que a maioria das pessoas me tratam.

Tento fazer parte da valorização da mesma e almejo uma coisa que é comum a toda a gente: ser feliz onde vivo.

Desejem-me sorte.

AD Footer
Artigo anteriorRoadrage
Próximo artigoA cápsula do tempo
spot_img

Artigos Relacionados

Jovens participam em ações de sensibilização e limpeza de praias na Nazaré

Arranca, esta terça-feira, o projeto "A Praia é nossa. O responsável és tu!, da Câmara da Nazaré, integrado...

Alemão e grego dinamizam projeto com objetos de praia em Alcobaça

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se tranforma”. A célebre frase de Antoine Lavoisier pode...

Mirense Romano Saraiva soma conquistas no meio artístico

Aos 24 anos, Romano Saraiva divide a vida entre o ensino de Educação Visual e um projeto artístico...

UFAV cria bolsas de “Desporto para Todos” para apoiar situações de fragilidade social

A União das Freguesias de Alcobaça e Vestiaria (UFAV) tem em curso um projeto de apoio ao desporto...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!