Sábado, Novembro 26, 2022
Sábado, Novembro 26, 2022

Paróquia de Évora de Alcobaça “dá” dois padres ao patriarcado

Data:

Partilhar artigo:

Diogo Tomás e Fábio Alexandre, naturais da freguesia de Évora de Alcobaça, receberam a ordenação presbiteral. A celebração, que decorreu no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, contou com as presenças de Ivo Santos, pároco de Évora de Alcobaça e de Turquel, e de D. José Traquina, bispo de Santarém, que é natural do Areeiro, freguesia de Évora de Alcobaça.

Este conteúdo é apenas para assinantes

Por favor, assine ou entre na sua conta para desbloquear este conteúdo.

A celebração, onde foram ordenados dez padres e que foi seguida por cerca de 500 pessoas, foi conduzida por D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, e, além da missa, contou também com as leituras e com o rito da ordenação.Do referido rito da ordenação constaram o questionário aos ordinandos, as ladainhas, a imposição das mãos, a oração de consagração, a vestição, a unção das mãos, a entrega do cálice e da patena e também a receção na ordem.

Ao REGIÃO DE CISTER, Diogo Tomás, de 28 anos, deu conta da alegria que sentiu num momento tão especial. “Trata-se da celebração da vida de Deus em nós. É uma felicidade enorme. Acima de tudo, damos graças a Deus por toda a vida. Foi mais um momento em que pude perceber que este é o caminho que sou chamado a seguir. Ser padre é uma vocação. Senti-a há cerca de 10 anos. Trata-se da vida em prol da comunidade, ter sempre o coração disponível para o próximo”, afirmou o jovem. Ainda nas palavras de Diogo Tomás, “foi um dia de profundo agradecimento por tudo o que ficou para trás e de renovação de esperança por tudo que o futuro ainda tem para oferecer”.

Fábio Alexandre foi o outro eborense ordenado padre. O (também) jovem, de 24 anos, não escondeu, em declarações ao REGIÃO DE CISTER, que se emocionou no momento da ordenação. Até porque, sublinha, foi tempo de recordar pessoas próximas que fizeram parte do seu percurso e que já não estão entre nós.
“Foi um momento marcante, mas também extremamente emocionante. Permitiu-me recordar familiares e outros entes queridos, alguns deles que já partiram, e naturalmente foi bastante emotivo”, confessou.
Relativamente ao percurso que tem trilhado na Igreja, Fábio Alexandre falou de várias etapas. “Quando entramos no seminário menor, ser padre é um sonho, mas não necessariamente um objetivo. Depois disso, quando passamos para o seminário maior, já vislumbramos esse cenário no horizonte. Vamos percebendo, de facto, que esse é o caminho, uma vez que é tempo de reflexão e de conhecimento”, concluiu.

Região de Cister - Assine Já!

Os próximos dia 16 e 17 de julho vão ser também especiais para Fábio Alexandre e Diogo Tomás, uma vez que ambos vão celebrar a primeira missa em Évora de Alcobaça: a do padre Fábio no dia 16 e a do padre Diogo no dia seguinte. Haverá refeição fraterna depois de cada missa no Parque de merendas dos Capuchos.

AD Footer

Artigos Relacionados

Hélder Roque assume direção clínica das clínicas do Grupo H Saúde

Hélder Roque é o novo diretor clínico da Clínica das Olhalvas- Leiria, da Policlínica Central da Benedita e...

Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou aos palcos três anos depois

Depois de cerca de três anos com a atividade suspensa, a Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou...

Degustação de vinhos e sabores locais apreciada por 1 milhar de pessoas no Vimeiro

A “I Degustação de vinhos e sabores da terra”, evento promovido pelo Círculo de Arte, Cultura e Desporto...

Ana Pagará reconduzida como diretora do Mosteiro de Alcobaça

Ana Pagará foi reconduzida no cargo de diretora do Mosteiro de Alcobaça, para uma comissão de serviço de...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!