Sexta-feira, Abril 19, 2024
Sexta-feira, Abril 19, 2024

Inflação e carências nutricionais

Data:

Partilhar artigo:

As carências nutricionais e vitamínicas são já uma preocupação das famílias

Um estudo recente da Escolha do Consumidor vem confirmar que mais de metade da população alterou o consumo de bens alimentares face à subida generalizada dos preços. 58% da população que integrou o estudo afirma que nos últimos 6 meses a alimentação mudou sob consequência da inflação e 61% dos consumidores assume que teve de alterar a lista de compras. Importa perceber de que forma isso está a alterar o estilo de vida e a saúde dos consumidores portugueses para encontrarmos soluções que mitiguem o aumento de carências nutricionais em todas as faixas etárias.

As carências nutricionais e vitamínicas são já uma preocupação das famílias. Para muitos, os desafios financeiros são uma realidade antiga, mas agora perante este quadro a situação agrava-se. Os produtos industrializados e pouco nutritivos continuam a ser a escolha recorrente pelo diferencial económico. A diferença é que antes existia a possibilidade de criar equilíbrio ao fim de semana com refeições cozinhadas em casa, compensando os processados e os takeway semanais, mas agora já não! O apoio nutricional prestado pelas refeições escolares é uma mais-valia, mas cedo tornar-se-á insuficiente. O espectro de doenças devido a carências nutricionais paira sobre todos. Importa, portanto, doar conhecimento à sociedade para criar estratégias na hora de executar o Plano Alimentar das famílias.

Sabemos que a crise diminuiu o consumo de peixe e carne. É uma ótima oportunidade para valorizar outros produtos, como os ovos ou as fontes de proteína vegetal como o espinafre, o feijão, o grão ou a lentilha. O ovo é uma excelente opção para todas as idades e é um alimento muito versátil e é económico. Os vegetais, as leguminosas e as hortaliças são produtos a ter em conta também, além do valor nutricional saciam o apetite e são económicos. Há muito que podemos fazer no que toca a criar um equilíbrio nutricional na nossa dieta, mesmo com recursos económicos limitados! Para este efeito, destaco a dieta de base vegetal acompanhada de fontes pontuais de proteína animal (como o ovo) como pedra basilar de uma alimentação sem carências nutricionais.

Região de Cister - Assine Já!
AD Footer

Artigos Relacionados

Dez estabelecimentos da região distinguidos no Guia “Boa Cama Boa Mesa” 2024

Cinco alojamentos e cinco restaurantes foram reconhecidos no Guia “Boa Cama Boa Mesa” 2024, publicado na passada sexta-feira...

Cartoon 18-04-2024

A incrível vida (depois da morte) de D. Inês de Castro e a sua pomba Pimba

O que é a liberdade para si?

Vejo muita gente a viver “presa” no que acredita ser uma vida livre. Já se perguntou o que...

“Projeto Água do Oeste” apresentado em Alcobaça

“Projeto Água do Oeste”. É este o nome do workshop que terá a primeira sessão já na próxima...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!