Concentrado de flor de sabugueiro made in Alcobaça

O galego Jaime Otero Páramo viu na flor do sabugueiro uma enorme oportunidade. Além do uso medicinal e nutricional, o engenheiro aquicultor pensou em rentabilizar a planta em bebidas, na comida, no comércio a retalho e na restauração. Foi assim que nasceu a Careixons, empresa que se dedica à produção e comercialização de concentrado de Flor de Sabugueiro, com a particularidade de ser tudo made in Alcobaça. 

“Na busca por uma cultura sustentável e biológica, fui experimentando várias plantas. Encontrei o sabugueiro e apaixonei-me. Comecei por fazer uma plantação piloto na Galiza, onde tenho alguns terrenos, mas apercebi-me que existe também uma tradição de plantação de sabugueiros nesta região, ainda que esteja esquecida“, refere o espanhol, que reside na freguesia de Pataias, que iniciou o projeto há cerca de um ano.

Aquele produto made in Alcobaça, que pode ter diversas aplicações, distingue-se dos que já são comercializados em Portugal pela extração a frio. Isto é “o produto, extremamente aromático, é conservado a frio em câmaras frigoríficas, respeitando a origem do produto“, garante o produtor. O concentrado caracteriza-se pelo aroma e pela efusão da flor em base açucarada. Deste modo, o elixir pode ser utilizado em bebidas (refrescos, gins, sangrias) e na pastelaria (adoçante, aromatizante, etc.). 

Para o futuro, Jaime Otero Páramo não esconde o desejo de apostar na área nutricional. “Mas para já o objetivo principal é mostrar às pessoas que o sabugueiro tem propriedades incríveis, que podem ser utilizadas de diversas formas”, nota.

O produto, comercializado em garrafas de meio-litro ou litro, também possa ser utilizado em cafés e restaurantes ou comercializado no comércio a retalho. Em Alcobaça, pode ser adquirido na Granja de Cister. As encomendas também podem ser feitas online na página de internet do projeto.