Covid-19: Concelho de Alcobaça regista mais uma morte

O concelho de Alcobaça registou, nas últimas 24 horas, um óbito por Covid-19, elevando para três o número de mortes, ainda que uma delas ainda não esteja comprovada relação direta com o novo coronavírus.

O óbito confirmado esta sexta-feira tem a ver com o caso positivo da utente do Serviço de Apoio Domiciliário da Misericórdia de Alfeizerão. "A senhora foi para o hospital de Caldas da Rainha com um traumatismo craniano na sequência de uma queda. Foi testada para a Covid-19 e acusou positivo. Mas foi pela gravidade do traumatismo que foi transferida para Lisboa, acabando por falecer quando chegou ao Hospital Santa Maria", explicou o presidente da Câmara de Alcobaça, na sessão de Assembleia Municipal. "Independemente da causa da morte, se a pessoa estiver infetada com o novo coronavírus, a autoridade de saúde contabiliza a morte como Covid-19", acrescentou Paulo Inácio.

O autarca informou ainda que os resultados dos sete funcionários dessa valência da Santa Casa deram negativo, não havendo qualquer surto nessa instituição.

Em relação ao lar da Misericórdia de Aljubarrota, o chefe do executivo municipal adiantou que, à data, estão confirmados 43 casos positivos: 29 utentes, 11 funcionários e três familiares.

Assim, e segundo os últimos dados da Comunidade Intermunicipal do Oeste, o concelho de Alcobaça regista mais três casos ativos, tendo à data 60 pessoas infetadas. Além disso, há duas novas recuperações, num total de 40 casos recuperados.

Já o concelho da Nazaré apresenta uma situação epidemiológica sem alterações há vários dias. Há dois casos ativos de infeção com Covid-19, um doente recuperado e dois óbitos, de acordo com a informação da Autoridade de Saúde da Nazaré à Proteção Civil Municipal.

Os 12 municípios da OesteCim somam, no conjunto, mais dez casos positivos, com 309 ativos, 270 recuperados e 13 óbitos. 

Por sua vez, foi contabilizado mais um caso positivo e mais um caso de recuperação no concelho de Porto de Mós. "Esta situação resultado do efeito colateral do surto de Aljubarrota. Familiar de uma funcionária, que reside na freguesia de Pedreiras", informou o presidente da Câmara de Porto de Mós num comunicado em vídeo. "Redes de contacto estão identificadas e em confinamento", acrescentou Jorge Vala. O município de Porto de Mós regista, assim, 13 casos confirmados: 9 recuperados, 3 ativos e 1 óbito.