Graciano Dias protagoniza nova novela da TVI

Depois de dar vida ao inspetor do SEF na série Luz Vermelha da RTP1, Graciano Dias vai ser protagonista da nova novela da TVI “Amar Demais”. 

O nazareno vai interpretar José Goulart (Zeca) que vive na ilha do Faial (Açores) com muitas dificuldades financeiras com a mãe e as irmãs. Depois de a mãe adoecer gravemente vai precisar de muito dinheiro para se curar. Para a salvar, Zeca aceita dar-se como culpado num crime que não cometeu e é condenado a 21 anos de prisão, cumprindo pena durante 15 anos. 

“Está a ser mais um grande desafio”, conta o ator ao REGIÃO DE CISTER. As gravações da novela tiveram início em janeiro, mas estão agora suspensas, não tendo sido ainda anunciada a data da estreia que estava prevista para este mês. Fernanda Serrano, Ana Varela, Sérgio Praia e Ana Guiomar são alguns dos atores com quem vai contracenar Graciano Dias.

Em 2018, o ator foi também protagonista na série televisiva “Verão M“, transmitida na RTP 1, na qual deu vida a “Manel”, um pai divorciado com dois filhos. 

Outro “grande desafio diferente de todos os outros” foi a personagem que interpretou na série de televisão dramática Luz Vermelha. “Neste projeto tive a liberdade de improvisar em algumas cenas, ao contrário do que aconteceu em outros trabalhos”, conta. A série, estreou em outubro do ano passado e teve 13 episódios. 

Mas, um dos papéis mais marcantes do percurso do artista, “talvez o mais marcante”, foi quando interpretou Carlos da Maia, no filme “Os Maias”, de João Botelho, que estreou em setembro de 2014, tendo contracenado com Maria Flor e Pedro Inês, que fizeram os papéis de Maria Eduarda e João da Ega. Graciano Dias define esta personagem como “extremamente agradável pela sua complexidade”. O ator recorda-se de estudar, durante os tempos de aluno, o livro com o seu pai, Graciano Dias, treinador de futebol.

Depois de protagonizar Carlos de Maia, o nazareno regressou à televisão para fazer o papel do vilão Diogo Mendonça na novela “A única mulher”, emitida pela TVI, em 2015. Diogo Mendonça era um homem ganancioso e calculista, que colecionava fraquezas alheias que depois usava em benefício próprio e também um predador sexual. Uma personagem bastante diferente daquelas que tem vindo a interpretar.