Coutinho Duarte oferece Portas da Burinhosa

A 1.ª fase do Parque Temático das Portas da Burinhosa, “Gente da Minha Terra”, foi apresentada no passado domingo, com a última etapa da Volta a Portugal, que teve a Burinhosa como localidade de partida e Lisboa como destino. O promotor do projeto, Joaquim Coutinho Duarte, não escondeu a emoção no dia da inauguração e, na sequência da polémica em torno do embargo da obra, afirmou na véspera a vontade de “entregar” o parque à Junta de Pataias/Martingança, assim que o projeto esteja concluído.
“Estamos aqui a homenagear a gente da minha terra, as profissões determinantes que tiveram muita importância para o desenvolvimento da Burinhosa”, referiu o empresário, no momento da apresentação da obra, explicando que o objetivo do parque é garantir que os burinhosenses se “possam fixar” e os filhos da terra “tenham aqui oportunidades de fazer os seus empreendimentos e trabalhar como sempre trabalharam em prol desta terra”. 
“Esta obra foi feita em tempo recorde e realizada com a mão de obra da Burinhosa.  Eu sozinho não teria conseguido  realizá-la”, frisou o escultor Carlos Oliveira, um dos responsáveis pelo empreendimento, que teve um investimento de 300 mil euros.                                       
A finalizar a apresentação das “Portas da Burinhosa”, Joaquim Coutinho Duarte referiu que a 2.ª fase do Parque Temático já está a ser encaminhada e que com este projeto pretende que os cidadãos ao vislumbrarem a obra, revejam parte da sua vida. O engenheiro, radicado em Angola, garante que vai “continuar a procurar atrair pessoas à terra, dando-lhe ainda mais visibilidade”. 
“Este homem está a tentar fazer com que a Burinhosa volte a ter a pujança que teve”, declarou na ocasião Valter Ribeiro, presidente da União de Freguesias de Pataias e Martingança, referindo-se a Joaquim Coutinho Duarte.